'LIVE POLITICAMENTE CORRETA NÃO TEM GRAÇA", DIZ GUSTTAVO LIMA APÓS SER ACIONADO PELO CONAR POR EXAGERAR NA BEBIDA

Nenhum comentário

Gusttavo Lima reagiu à decisão do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) de abrir uma representação ética para investigar a conduta do artista após o artista exagerar na bebida durante suas lives ao vivo no youtube. "Àqueles que só criticam e não ajudam em NADA, vai um conselho: não precisam ajudar, mas não atrapalhem quem está procurando ajudar nossos irmãos necessitados", disse Gusttavo. O sertanejo também falou, na noite desta quarta-feira, 15, que não vai fazer live para ser "censurado". "Acho que uma Live engessada e politicamente correta não tem graça", desabafou o artista no Twitter. "O bom são as brincadeiras, a vontade, levar alegria alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei Live pra ser censurado", continuou.

O conselho investiga o cantor por má conduta em transmissões on-line devido a falta mecanismos que restringissem o acesso de menores de idade aos vídeos, no qual Gusttavo Lima consome excessivamente bebidas alcoólicas sob patrocínio da Ambev. O órgão destacou o formato inovador das lives, que estão sendo recorrentemente utilizadas por artistas do Brasil e do mundo devido à pandemia de Covid-19, e considerou que os eventos devem se alinhar com os princípios fundamentais da publicidade. Na última segunda-feira, 13, o sertanejo @gusttavolima, que 'quebrou' a web com a segunda edição da live "Boteco Em Casa", no último sábado, 11, usou suas redes sociais para divulgar dados sobre as doações que ele conseguiu por meio de sua live. "As doações através da Live já somam mais de 1 milhão de quilos de alimentos, 300 mil álcool gel, 400 mil máscaras. 10 Mil unidades de Luvas, (200 matrículas) de curso na área da saúde, e 10 cúpulas de entubação e muito mais !!!", declarou o sertanejo, que vai doar R$ 500 mil em alimentos para 700 famílias que estão em situação crítica, vivendo em condições desumanas em Aparecida de Goiânia. "Minha doação serão a essas mais 700 famílias em situação crítica", declarou.

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS: 







Nenhum comentário

Postar um comentário