Ponto de Opinião: Seleção brasileira precisa atenta a erros “primitivos” que podem prejudicar reconstrução

Nenhum comentário
(Foto: AFP)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


A seleção brasileira de futebol passou por uma situação até que inusitada antes do jogo contra o Paraguai. O atacante Richarlison foi diagnosticado com caxumba e ficou fora da partida. Não precisamos relembrar aqui o sofrendo da seleção para despachar os adversários na Copa América. Todos os jogadores foram avaliados para saber se mais alguém tinha contraído a doença.

No entanto, o que pode ter passado despercebido para algumas pessoas, mostra nitidamente um despreparo da comissão técnica com os jogadores. O Brasil tem um grande controle desta doença, disponibiliza a vacina, mas um caso desses mostra como um detalhe mínimo pode causar uma grande dor de cabeça.

As partidas desta Copa América mostram que a seleção ainda precisa de melhora, principalmente no quesito renovação. É necessário que jogadores mais jovens comecem a buscar o protagonismo, pois alguns atletas como Daniel Alves, por exemplo, estão chegando no limite da idade. Não dou uma certeza, mas sua presença em campo deve encerrar daqui alguns anos, ou pelo menos até a próxima Copa. Será?

Em suma, a seleção precisa de mais atenção a detalhes que, em primeiro momento possam ser contornados, mas que podem causar uma consequência futura desagradável. Estamos em uma reconstrução desde 2014, mas ainda não deixamos aquele ar de superioridade ir embora. Lembrando que, hoje, a seleção perdeu um pouco do brilho mundial e não encanta mais como sempre. É hora de retomar esse destaque e criar um elenco potente para a conquista do tão sonhado hexa.


Nenhum comentário

Postar um comentário