JazzNosFundos e JazzB anunciam shows das bandas Cao Laru e Hammond Grooves na programação

Nenhum comentário
 Na reta final do mês, as casas de show de música autoral e instrumental JazzNosFundos, na República, e JazzB, em Pinheiros, trazem a partir de quinta-feira, 25.

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

 Na reta final do mês, as casas de show de música autoral e instrumental JazzNosFundos, na República, e JazzB, em Pinheiros, trazem a partir de quinta-feira, 25, músicos e grupos de destaque na série de apresentações especiais estendidas até o domingo, 28.

Na quinta-feira, às 21h30, no JazzNosFundos, o cantor e guitarrista norte-americano Mark Lambert inicia a programação dividindo o palco com o Quinteto Rádio Swing; na sexta-feira, às 22h, o baixista Marcelo Mariano dá seguimento à programação, que se encerra no sábado com a participação especial da banda viajante franco-brasileira, Cao Laru. O grupo multiétnico apresentará o novo disco "Fronteiras", que discorre sobre pertencimento e imigração.

Já na casa, no Centro, o JazzB traz ao palco na quinta-feira, às 21h, o contrabaixista Eduardo Machado e seu super trio, formado por Marcio Bahia na bateria e Gil Reis no teclado; no dia seguinte, às 22h, o grupo coletivo Trio Afora fica responsável por um show repleto de jazz e música brasileira; e às 22h do dia 27 (sábado), homenagem aos grandes organistas da história pelo organ trio Hammond Grooves; para encerrar o fim de semana, a casa recebe no domingo, às 13h, o Coletivo Roda Gigante com muito choro para dançar e festejar!

Confira a programação completa abaixo.

JazzNosFundos

25/07, às 21h30 – Mark Lambert e Quinteto Radio Swing

O cantor e guitarrista norte-americano Mark Lambert, dando continuidade a sua temporada Paulistana 2019, se apresentará no Jazz nos Fundos. O show ocorrerá dia 02 de maio e dividirá o palco com seu Quinteto Rádio Swing, formado pelo pianista e tecladista Daniel Grajew, o baixista Marinho Andreotti, o Saxofonista Jefferson Rodrigues, Trompetista Felipe Aires e o baterista Lael Medina.

SERVIÇO

Rua Cardeal Arcoverde, 742 – Pinheiros, São Paulo/SP
Ingressos: R$25 a R$45
Horário: 21h30
Telefone: (11) 3083-5975
Estacionamento (não conveniado): Rua João Moura, 1076
jazznosfundos.net/home.php
@jazznosfundos

26/07, às 22h – Marcelo Mariano

Marcelo Mariano, filho do pianista e arranjador Cesar Camargo Mariano e da cantora Marisa Gata Mansa, sempre conviveu com músicos, compositores e cantores, tendo a oportunidade de fundamentar suas escolhas musicais ouvindo o que havia de melhor e mais importante no âmbito nacional e internacional. Muito cedo revelou sua extrema musicalidade e sua crescente admiração pelo instrumento que o consagraria como um dos mais importantes baixistas do Brasil. Como músico instrumentista, gravou e acompanhou shows de vários artistas: Cesar Camargo Mariano, Dianne Reeves, Djavan, Ed Motta, Flávio Venturini, Gal Costa, Ivete Sangalo, Jorge Aragão, Leila Pinheiro, Leny Andrade, Lobão, Lenine, Pedro Mariano, Rita Ribeiro, Sadao Watanabe, Fabiana Cozza, Simone, Romero Lubambo, Torcuato Mariano, Chico Pinheiro, Nivaldo Ornelas, João Castilho dentre outros nomes. Alguns nomes com quem atuou como produtor musical: Dani Black, Tatiana Parra, Zé Ricardo, Flávio Venturini, Armando Marçal, Boca Livre, Lucila Novaes, Adriana Cavalcanti.?

Em 2019, continua seu projeto "Marcelo Mariano convida", iniciado em 2017, onde já dividiu o palco com nomes como César Camargo Mariano, Ed Motta, Tatiana Parra, Jota.pê, Leandro Léo, Dani black, Michel Pipoquinha, Walmir Borges, Anna Trea, dentre outros, bem como o seu projeto/show instrumental ao lado de grandes nomes da música instrumental brasileira, além da participação especial do cantor/intérprete Andre Motta. No repertório, músicas autorais do seu primeiro disco e temas de compositores consagrados como: Diane Reeves, John Coltrane, César Camargo Mariano, Romero Lubambo e João Bosco.

SERVIÇO

Rua Cardeal Arcoverde, 742 – Pinheiros, São Paulo/SP
Ingressos: R$25 a R$50
Horário: 22h
Telefone: (11) 3083-5975
Estacionamento (não conveniado): Rua João Moura, 1076
jazznosfundos.net/home.php
@jazznosfundos

27/07, às 22h – Cao Laru

Banda viajante franco-brasileiro, Cao Laru apresenta novo disco "Fronteiras", que reflete sobre pertencimento e imigração e atualiza sonoridade com referências latinas e do leste europeu. Formada por quatro brasileiros, duas francesas e uma italiana que vem rodando o mundo em uma kombi e motorhome desde 2016. O Cao Laru (pronuncia-se Tchau Larru) surgiu em 2015, e desde então, o grupo já passou por mais de 20 países e lançou um disco, "Kombiphonie", além de um primeiro EP chamado "Cao Laru".

As referências brasileiras e francesas de "Kombiphonie" (chacarera, afoxé, samba, o baião e a valsa francesa ), ganham a companhia de ritmos do leste europeu, hip hop e milonga. Estão ali polifonias vocais, combinação entre instrumentos acústicos e elétricos e arranjos que quebram as divisões imaginárias entre gêneros musicais, mas novas texturas – frutos da produção assinada por Felipe Trez, baterista da trupe.

Com Noubar Sarkissan, brasileiro com anos de vivência na França e responsável pelo cavaquinho, violão, pandeiro e voz. Laura Aubry (acordeom e voz), Marie Tissier (violoncelo e voz), Cecilia Iovino (sapateado, dança e voz), Felipe Trez (bateria), Fábio Pádua (flauta, clarinete, violão e bandolim) e Pedro Destro (baixo elétrico).

SERVIÇO

Rua Cardeal Arcoverde, 742 – Pinheiros, São Paulo/SP
Ingressos: R$25 a R$35
Horário: 22h
Telefone: (11) 3083-5975
Estacionamento (não conveniado): Rua João Moura, 1076
jazznosfundos.net/home.php
@jazznosfundos

JazzB

25/07, às 21h – Eduardo Machado Trio com Marcio Bahia e Gil Reis

Nesta noite, o contrabaixista Eduardo Machado vem ao JazzB com seu super trio, formado ainda por Marcio Bahia na bateria e Gil Reis no teclado. Se você parar para pensar em música, o que atribui o nome a um acorde é o contrabaixo. A frequência grave conforta, abraça, envolve, pulsa e ajuda a sentir a música em toda sua essência. O contrabaixo aguça os sentidos do ouvinte. O show apresenta cenas retratadas pelo contrabaixista Eduardo Machado, a atual performance artística da música brasileira, com acordes, batuques, efeitos sonoros, em um jogo dinâmico e extremamente melódico. Frevo, samba, baião, choro, bossa nova... Na alma do contrabaixo tudo cabe. Para este concerto da mais pura música instrumental brasileira, Eduardo Machado virá acompanhado por Gil Reis no teclado e Marcio Bahia na bateria para, juntos, apresentarem um repertório bem brasileiro com sonoras melodias, lindas harmonias e empolgante ritmo. Juntos irão envolver o público num jogo dinâmico que somente o contrabaixo brasileiro cria. Momentos onde o prazer de ouvir e fazer música se misturam.

Com Eduardo Machado (contrabaixo), Gil Reis (teclado) e Marcio Bahia (bateria)

SERVIÇO

Rua General Jardim, 43 – República, São Paulo/SP
Ingressos: R$35 a R$40
Horário: 21h
Telefone: (11) 3257-4290
jazzb.net/home.php
@jazzbclub

26/07, às 22h – Trio Afora: Alex Kautz, Fabio Gouvea e Felipe Brisola convida Rodrigo Ursaia e Felipe Silveira

O Trio Afora é um grupo coletivo que apresenta três dos mais talentosos músicos da cena musical atual. Com uma nova abordagem ao Jazz e à Música Brasileira, esses artistas representam uma geração que olha para frente sem perder sua tradição, misturando diferentes linguagens musicais com suas próprias identidades.

SERVIÇO

Rua General Jardim, 43 – República, São Paulo/SP
Ingressos: R$35
Horário: 22h
Telefone: (11) 3257-4290
jazzb.net/home.php
@jazzbclub

27/07, às 22h – Hammond Grooves

Daniel Latorre (órgão Hammond B-3), Filipe Galadri (guitarra) e Wagner Vasconcelos (bateria) apresentam um repertório de soul jazz que homenageia grandes organistas da história, como Jimmy Smith, Jack McDuff, Dr.Lonnie Smith, Jimmy McGriff, Big John Patton e outros, mais composições como as do disco FUNKTASTIC, disponível no iTunes, Deezer, Spotify e Youtube. Usando esta linguagem musical, o Hammond Grooves compõe temas próprios mesclando jazz com ritmos brasileiros como maracatu, samba, baião e frevo. Além das autorais, o "organ trio" interpreta também alguns clássicos com sua formação de órgão Hammond, bateria e guitarra. Desde 2009, o grupo realiza apresentações em todo o país e no exterior. Entre os festivais que participaram estão: Festival Internacional de Jazz de Asunción, Festival Internacional de Jazz de Paraty, Jazz na Fábrica/SP, Samsung Blues Festiva, Auvernier Jazz Festival na Suiçal entre outros

SERVIÇO

Rua General Jardim, 43 – República, São Paulo/SP
Ingressos: R$35 a R$40
Horário: 22h
Telefone: (11) 3257-4290
jazzb.net/home.php
@jazzbclub

28/07, às 13h – B Sunday com Coletivo Roda Gigante

Nascido nos quintais, o choro é música pra dançar, festejar, pra ser feita entre amigos. Só existe choro porque existe a roda, ela é anterior ao próprio gênero. E é assim que, da roda, surge o Coletivo Roda Gigante. O choro é a síntese musical do processo de formação da identidade cultural brasileira.

Ainda hoje é preciso romper a barreira delimitada pelas diferenças sociais, quebrar preconceitos para que as pessoas enxerguem a música instrumental de uma maneira acessível, tirá-la do mundo dos iniciados, porque a riqueza da música instrumental brasileira pode e deve ser celebrada e compartilhada por todos.

De maneira quase espontânea, o grupo surgiu a partir de uma reunião de amigos, com formações musicais distintas, que decidiram realizar uma roda para celebrar, em choro, toda sua amizade e amor a música. A partir do choro a música do grupo expandiu-se para um gênero instrumental mais amplo, e hoje, os shows do coletivos mesclam a música instrumental com a música cantada, dando grande dinâmica e uma mistura de sensações para o público.

Na contramão de algumas tendências de mercado, o coletivo valoriza muito o papel da percussão em sua música, explorando o diálogo profícuo que o gênero pode ter com toda a enorme bagagem cultural dos ritmos de matriz afro-brasileira.

Assim, no repertório do Coletivo, sambas, ijexás, maracatus, ritmos do candomblé, maxixes e frevos de compositores como Gilberto Gil, Moacir Santos e João Donato estão ao lado de choros de autores canônicos do gênero, como Pixinguinha e Jacob do Bandolim. O Grupo apresenta um show com particularidades
revelando as matrizes Africanas da musicalidade brasileira.














SERVIÇO

Rua General Jardim, 43 – República, São Paulo/SP
Ingressos: R$15 a R$20
Horário: 21h
Telefone: (11) 3257-4290

 Férias têm Oficina Mão na Massa e diversão para toda a família no Parque D. Pedro Shopping





Nenhum comentário

Postar um comentário