Depois do resultado do Congresso, Militares sobem o Tom, "colocarem água no chopp de Jair Bolsonaro" 64 pode voltar

Nenhum comentário



"Colocarem água no chopp de Jair Bolsonaro"


Da Redação


Militares sobem o tom, logo depois que 228 Deputados retiraram do Ministro da Justiça, Sergio Moro, o COAF, (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). -Os Militares sabem que a tendência agora é piorar ainda mais.

‘A mensagem que circula em grupos do WhatsApp no meio Militar e essa; "colocarem água no chopp de Jair Bolsonaro". Em outras palavras, há um movimento detectado por diferentes setores para tentar desestabilizar o governo.

Essa preocupação foi manifesta pelo major-brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez, neste fim de semana. Ele voltou a citar uma ‘sucuri de duas cabeças’, representada “pelo Supremo Tribunal Federal e Congresso Nacional”, que “tramam e apertam seu abraço letal” em torno do presidente.



Depois de lembrar que o Congresso Nacional ‘um covil de Ali Babá e seus quase 594 ladrões’, o militar denuncia “uma trama diabólica” capaz de promover “o desmonte de um projeto (do presidente Jair Bolsonaro) que quer beneficiar 60 milhões de brasileiros”.



Jaime Sanchez disse também que, a única saída será as Forças Armadas lançarem mão do Artigo 142 da Constituição Federal. O texto diz, resumidamente, que os militares poderão, sob a autoridade do presidente da República, interferirem para o bom desempenho dos poderes da República (Executivo, Legislativo e Judiciário) para “colocarem ordem na casa e atenderem aos anseios da sociedade, como foi feito em 1964”.

-Por 228 a 210 votos, o plenário aprovou a retirada do COAF das mãos de Sergio Moro, para o Ministério da Economia. (Veja a lista aqui)





Nenhum comentário

Postar um comentário